my life as crazy as it is
Terça-feira, 30 de Novembro de 2004
Korn...Alone I Break
Quando criei este blog,acreditei que seria mais lido do que de facto é.Ilustra o vazio que é a minha vida,e os infinitos monólogos que existem e sempre existiram na minha cabeça...
Mesmo assim vou continuar a escrever,até que alguém repare,até que alguém me descubra...

Voltei a velhos pensamentos,e consigo perceber que estou a perder os sentimentos outra vez,já quase não sinto nada.Quando finalmente tive a confirmação de que estava doente,é que me apercebi de todos os sinais,e estou a vê-los voltar um a um.

Depressão:(lat.depre-sionis) Termo pelo qual é conhecida na generalidade o síndroma depressivo.O síndroma depressivo ou neurose depressiva é caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas que giram em torno de uma perturbação nuclear de natureza afectiva(tristeza,desanimo,melancolia).Coexistem normalmente sentimentos de subvalorização,diminuição da capacidade de investimento,ausência de projectos e uma lentificação psicomotora,mas também sinais de agitação e hipocondria.Podemos falar de depressão reactiva:ou seja uma depressão onde pode ser claramente identificada uma causa,um luto,um insucesso...;de depressão endógena:que surge na ausência de uma causa ou causas despoletantes,estando relacionada a disturbios conhecidos pela designação de Psicoses Afectivas.(...)Vários factores são apontados como responsáveis pela génese das sindromas depressivas,sendo clássico apontar a hereditariedade,os factores constitucionais de personalidade básica,os psicodinâmicos e bioquimicos.(...)

Quando me disseram finalmente que estava doente foi ridículo no principio porque eu estava fartinha de saber que alguma coisa não era normal,mas depois tornou-se numa verdadeira tábua de salvação.Finalmente consegui chegar a conclusões que nunca tinha conseguido alcançar.Pensei que afinal não era perguiçosa,estava doente;que não era lenta só estava doente....Quando deixei de chamar-lhe tristeza,ajudou-me muito.Não sei porquê mas só se acredita em coisas destas quando se lhes chama doenças mentais,porque de facto é o que são!
Tentar viver com um cérebro que nos boicota todos os pensamentos e todos os movimentos é quase impracticável,mas é possivel.Eu lembro-me de querer muito trabalhar,eu lembro-me de sentir o calor do amor do meu gato...da minha mãe.Quando abraçava alguém existia uma emoção ligada a esse gesto.Agora sei que devo preocupar-me quando deixo de sentir a infelicidade,porque depois de apagar todas as outras até essa emoção desaparece,exactamente quando já gostava de a sentir.Não posso gostar de me sentir infeliz mas de facto quando não existe outra sensação,ama-se a tristeza,porque é a nossa tristeza,podemos senti-la,podemos inspirá-la,transforma-se no nosso corpo e quando desaparece eu transformo-me numa concha vazia...no sitio onde já esteve qualquer coisa.Qualquer coisa incrível,e cheia de possibilidades e acções.

Pensava que tinha conseguido sair deste ciclo vicioso mas parece que ainda tenho umas voltas a haver neste infinito.
Peço desculpa por estar assim,sinto a necessidade de pedir,mas de facto a culpa não é minha...apenas preciso de escrever isto.

aware




publicado por aware às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11

17
19
23

25
28
30


posts recentes

Wisdom and Loneliness

hum...(coisas estúpidas)

Trapped

mais banalidades xP

Alma a arranhar

Cidade de mim

banalidades

Lua cheia

Oceano...

Sorriso sério

arquivos

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

29


lunar phases
 
Dreamers and passers by...
Web Site Counters