my life as crazy as it is
Segunda-feira, 21 de Março de 2005
confortably Blue
rain bird-thumb.jpg

O tempo tem influenciado o meu humor...tive a sorte de poder passear esta noite e estava delicioso.Podia ver o cinzento do céu nas luzes da cidade.E senti que o ar era macio,que o cinzento era macio...e leve.

Senti-me invulgarmente confortável...a conversar,na rua...sem chover o silêncio,os carros,as luzes...o céu,o equilíbrio soube-me bem.As coisas estão a mudar.

Apeteceu-me escrever mais uma vez sobre algo que vi mas que não escrevi,nunca me hei de esquecer...mas quero escrevê-lo.
Passeio muito de carro com a minha mãe...desde sempre.Podemos nem falar mas apreciamos a companhia uma da outra...e a paisagem.Estávamos num desse muitos passeios,no meio de nenhures...no campo ao pé de uma aldeia,mais uma de tantas...que me parecem todas iguais.

Tinha acabado de ver a aldeia e estava a reparar na estrada cinzenta,no campo verde..mesmo antes de entrarmos na vila...os meus olhos seguiam a estrada e na berma passaram para os dois vultos e aí destinguiram uma mulher com uma criança pequena pela mão.Vinham na direcção oposta cruzámo-nos...foi tão breve.Tão efémero...tão profundo.
A mulher,era tão nova como eu...era uma rapariga tinha uma saia comprida e os cabelos soltos e os nossos olhos encontraram-se.Foi aí que a vi.

Os olhos dela estavam carregados de lágrimas...olhou para mim com uma expressão quente,como quem diz esta é a minha alma,já viste como estou?Suave suave desespero.
Gordas as lagrimas rolavam e caíam na terra...passando por uma cara tão jovem como a minha...corada do esforço de chorar...do esforço de viver.E agarrava a pequena criança pela mão guiando-o,pelo caminho.Nunca a esquecerei...nunca esquecerei o momento,tão breve como um batimento cardiaco...em que os nossos olhos se encontaram.

Pode ser que nunca mais nos encontremos,é o mais provável...mas aqueles olhos...que desapareceram no momento em que os vi...esse fragmento ficará na minha memória.Só tenho pena de não poder honrar esses momentos com melhores letras...mas a minha capacidade é limitada.No entanto a minha alma felizmente não tem limites,nem dimensões...e vive mesmo para esses momentos que são...Efémeros.


Aware


publicado por aware às 22:26
link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De Anónimo a 29 de Março de 2005 às 01:04
estes comentarios foram um fiasco...na minha opinião.Espero que ninguém veja isto.:Paware
(http://nightingale.blogs.sapo.pt)
(mailto:jani.negrier@gmail.com)


De Anónimo a 22 de Março de 2005 às 09:58
dai o que eu quis dizer... daquilo que ela passou no mundo... já aprendeu muito e o suficiente para ser forte. não são filosofias baratas, são apenas pequenas refleções. bjs*************************Karura
(http://blackpenguin.blogs.sapo.pt)
(mailto:karura@iol.pt)


De Anónimo a 22 de Março de 2005 às 00:08
dramatico...e de carro conseguiste ver até as lágrimas? e olharam-se olhos nos olhos? epá..o drama...devia estar bem absorta a rapariga para tal entendimento entre duas pessoas desconhecidas...incriveis certas capacidades de perceber as coisas nesses momentos éfemeros como lhes chamas...ainda deixa era a pequena criança escapar-lhe da mão...isso é que era...aprende comigo...ela não te quis dizer nada, de certeza que se tão nova tinha um cachopo pela mão tinha mais que se preocupar do que com filofias baratas...o mundo já lhe ensinou mais do que ela queria aprender, tenho a certeza...

fuiespiral
</a>
(mailto:dgsdgf@fgfdg.com)


De Anónimo a 22 de Março de 2005 às 00:02
é....há pessoas k sofrem mm nesta vida, pobre mulher...se calhar tem d s matar a trabalhar pa sustentar o seu filho...e passar fome por ele... n sei, o miudo deve ser a "luz da sua vida", se calhar a unica coisa k lh resta e pela kual vale a pena sofrer, n?
...é provavel k também sofra de voilencia doméstica... tao nova e tao sofredora, argh...as vezes axo k n mereço meu modo d vida...dawn
</a>
(mailto:dawn_luisa@hotmail.com)


De Anónimo a 21 de Março de 2005 às 23:36
é só que ás vezes fico tão absorta pelo sublime que nem me ocorre o mundano...é sempre bom enrriquecer a nossa perspectiva com outros pontos de vista.***I owe youaware
(http://nightingale.blogs.sapo.pt)
(mailto:jani.negrier@gmail.com)


De Anónimo a 21 de Março de 2005 às 23:27
essa é uma maneira completamente diferente de ver a coisa...nem tal me ocorreu.Para mim o importante nem sequer foi isso...:)aware
(http://nightingale.blogs.sapo.pt)
(mailto:jani.negrier@gmail.com)


De Anónimo a 21 de Março de 2005 às 23:06
é tão triste ter que há pessoas sofrem por pressão social ou moral... não tenhas tristeza por ver essa mulher jovem e nova chorar, irás ver que um dia será uma mulher forte e saudavel!! a vida dela ainda tem que dar mtas voltas... vais ver. *****************Karura
(http://blackpenguin.blogs.sapo.pt)
(mailto:karura@iol.pt)


Comentar post